sexta-feira, 11 de julho de 2014

Prepare-se para desvendar 16 mitos sobre sexo

Quando o assunto é sexo, você já sabe: nós aqui do Mega Curioso estamos sempre procurando formas de deixar você um expert no assunto. Nós já explicamos, por exemplo, alguns fatos interessantes a respeito do esperma; já contamos algumas curiosidades sobre a vagina; e já até explicamos por que os homens sentem sono depois do sexo. Hoje você vai poder desvendar algumas crenças que talvez você tenha e que, na verdade, não fazem o menor sentido:
  • Cuecas de plantão, respirem aliviados – ou não: o tamanho do pênis em nada tem a ver com o tamanho do pé ou da mão de uma pessoa. Esse mito deixou até mesmo cientistas intrigados e muitas já foram as pesquisas realizadas para tentar encontrar alguma relação entre as medidas dos pés, das mãos e do pênis. A conclusão? A comparação não faz sentido;
  • Se você já ouviu alguém dizer que a medida média do pênis é de 17 cm, saiba que isso é só mais um boato. Alguns estudos já até tentaram descobrir qual é o tamanho mais comum do órgão sexual masculino, e o resultado é: 12 cm;
Pixabay
  • Outro mito: usar camisinha não faz com que o pênis fique ereto por menos tempo. Se você usava isso como desculpa para não se proteger, está na hora de parar de correr riscos. Um estudo feito com 500 homens norte-americanos e europeus avaliou o tempo médio de sexo intravaginal antes da ejaculação. Homens entre 18 e 30 anos levam em média 6,5 minutos antes de ejacular; o tempo cai para 4,3 minutos entre os homens acima dos 51 anos. O uso da camisinha não fez diferença nessa cronometragem bizarra;
  • É mentira que os homens preferem loiras às morenas. Da mesma forma, não há comprovação científica de que as loiras têm mais parceiros, fazem mais sexo ou têm mais orgasmos;
  • Ainda sobre mulheres e seus cabelos, é um mito também que todas sejam adeptas da remoção total de pelos pubianos. Um estudo recente, feito com mais de duas mil mulheres, descobriu que apenas 11% fazem depilação total na região íntima; 20% simplesmente não depilam a região; 25% removem todos os pelos púbicos de vez em quando;
  • Se você já ouviu alguém falando que seios grandes são menos sensíveis do que os pequenos, saiba que isso também não faz sentido;
  • Pensar que fazer sexo é o mesmo que praticar qualquer outro exercício físico também não tem lógica. Tudo bem que você vai queimar algumas calorias, mas nada que substitua sua ida à academia. Só para você ter ideia, 30 minutos de sexo gastam entre 85 e 150 calorias, mas se você se lembrar do tempo médio de sexo mencionado anteriormente, esse número cai bastante;
  • Uma ideia comportamental mais errada é a de que os homens traem com mais frequência. Por mais que você queira acreditar nisso por algum motivo, homens e mulheres traem praticamente na mesma proporção. Um estudo recente indicou que 23% dos homens e 19% das mulheres traem seus atuais parceiros. O que mais influencia esse comportamento é a insatisfação ou a incompatibilidade nas relações sexuais;
Terra
  • Outro mito no qual talvez você acredite: homens mais jovens nem sempre ejaculam precocemente. Cientistas já comprovaram que 30% dos homens entre 18 e 29 anos sofrem com esse probleminha, mas 32% dos homens com mais de 30 anos também não “duram” muito tempo. O mesmo problema ocorre em 38% dos homens na casa dos 40 e com 32% entre quem tem mais de 50 anos. A boa notícia é que, na maioria dos casos, esse é um problema que vai embora facilmente;
  • Homens não pensam em sexo a cada sete segundos. Se isso fosse verdade, homens pensariam em sexo 57 mil vezes por dia. A verdade é que mais de 40% dos homens afirmam que pensam em sexo apenas algumas vezes por semana ou até mesmo poucas vezes no mês;
  • Se você pensa que pessoas casadas não se masturbam, você está redondamente enganado.
Novo Jornal
  • Você sabia que é possível morrer com uma ereção e continuar ereto mesmo depois de bater as botas? Isso é comum principalmente em homens que morrem enforcados.
  • Homens não são os únicos capazes de ter orgasmos durante o sono. Na verdade, já é cientificamente comprovado que pelo menos 40% das mulheres já tiveram esse tipo de sonho;
  • Pílulas anticoncepcionais não fazem com que as mulheres ganhem peso. Antigamente os comprimidos tinham altos níveis de estrogênio e progesterona, mas as pílulas vendidas hoje têm níveis muito mais baixos desses hormônios e, portanto, não fazem com que as mulheres ganhem peso;
  • A vacina contra o HPV não encoraja as adolescentes a fazer sexo. Ela é necessária e mais eficaz quando aplicada antes da iniciação da vida sexual. Com saúde não se brinca, hein!
Fonte:Mental Floss